Heathkit AA-14: etapa da restauração eletrônica

O pequeno notável agora funciona normalmente, com qualidade que inicialmente me impressionou. Mas para que isso acontecesse, tive de recorrer a um artifício técnico-esotérico: trocar de caixas acústicas.

Meu pai usava um par de caixas National-Panasonic de um 3×1 desfeito pelo meu sobrinho. Estas me foram doadas por ele mas a falta de espaço não me permitiu utilizá-las. Na ocasião deixei com meus pais para que pudessem ouvir música, ligadas aos diversos receiveres e amplificadores que disponibilizei. Na última configuração, o som do Sansui 1000x me parecia muito velado, sem brilho algum, provavelmente pelo cansaço de seus componentes. Eu o colocaria para descanso (no banco de reservas) assim que tivesse uma oportunidade de substituição…

 

“SUDERJ INFORMA SUBSTITUIÇÃO: sai Sansui, entra Heathkit”

 

Mas para minha surpresa, o Heath também me pareceu velado e sem força na armação das jogadas. Eu já havia planejado substituir esse par National e colocar o Samsung no ataque, também oferta do meu sobrinho. Caixas menores e mais modernas, estavam sem uso desde que desmobilizei de Angra dos Reis e trouxe tudo de volta – confirmando que a minha decisão foi correta…

 

“SUDERJ INFORMA SUBSTITUIÇÃO: sai National, entra Samsung”

 

E aí o time se azeitou!!! Tudo passou a funcionar melhor, que estava sando vaiado passou a ser aplaudido. A troca de passes passou a funcionar sem erros, bola chegando na área e o jogo foi vencido com folga, onde minutos antes o temor era de derrota. Tudo isso que escrevo aqui foi presenciado pelo público pagante.

 

“BURRO, BURRO, BURRO…”,

 

gritava a torcida antes da revolução acontecer. Agora a galera ovaciona:

 

“OLE, OLA…O HEATHKIT TÁ BOTANDO PRA QUEBRÁ!!!”

 

Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. O conserto não o fez tocar como um Phase Linear, um Accuphase, um MBL; o que o fez foi reproduzir de forma muito mais equilibrada do que poderíamos esperar de um amplificador criado para ser montado por crianças e amadores – projeto do inicio da década de 70, onde as tolerâncias eram muito maiores e as exigências pífias.

Caro leitor: você já tem ideia dos elementos que participaram e fizeram com que todo o processo apresentasse um resultado tão bom? Espere o próximo post do blog para debatermos então.

Anúncios

Sai Sansui 1000x, entra Heathkit AA-14

O Heathkit finalmente aporta em uma prateleira para ser consumido. O pequeno mas bravo amplificador passou pelas mãos novamente do André Quintal, que rapidamente descobriu seus problemas, corrigiu-os e agora repousa na casa dos meus pais (por enquanto…).

Eu já havia mostrado e falado dele um pouco no post https://v8andvintage.wordpress.com/2017/05/16/com-a-pulga-heathkit-aa-14/  onde reclamei dos técnicos anteriores, mostrei suas entranhas e prometi que seria encaminhado ao setor médico para ter um tratamento decente. O próprio André postou um video youtube sobre o progresso do conserto do aparelho:

 

Peguei o aparelho no último sábado e liguei pro meu pai prometendo instalá-lo em sua casa. A idéia inicial era de usar o DVD LG que ele possui e 2 caixas National-Panasonic minhas mas utilizadas por ele.

É evidente que a mudança de um aparelho por outro demanda uma reorganização dos cabos e uma limpeza moderada, pois quando você retira um aparelho que a mais de ano repousa sobre um mesmo lugar, a poeira acumulada voa e te obriga a faxinar. Não posso cobrar isso de meus pais, pois ambos estão ao redor dos 80 anos e o cansaço é notado, menos empolgação e um pouco de confusão também.

Fiz a limpeza, reorganizei os cabos, coloquei de volta vários cds fora das caixas e pus a tocar. Mas o resultado não me agradou: as caixas não estavam colaborando.

Nó próximo post vou mostrar a substituição das caixas, o resultado filmado e minhas novas impressões.

Postagens todas as segundas-feiras

É isso mesmo…todas as segundas-feiras farei postagens sobre carros, motos, som e antiguidades em geral. Sempre que possível terá também videos produzidos por mim e carregados no youtube.

Enquanto isso vamos desfrutando do “eye-candy”.

 

 

 

Evento anual do Nichteroy – 2017

Me desdobrei para ir ao evento deste ano. Chegando tarde em casa no sábado, suspeita de pane seca no Dodge e um carro que com sua capa não é lavado a quase 6 meses, meu irmão visitando meus pais por ocasião do aniversário da filha, eu enchi meu peito de coragem e dar um “foda-se” ao cansaço.

O lugar deste ano é tão bonito quanto aos anteriores, mas os acessos são melhores e é mais confortável para quem está somente querendo passear. Os quiosques e os food trucks não apresentam o mesmo refinamento e conforto dos restaurantes da orla da Praia de São Francisco, mas não decepcionaram. Chegar cedo neste evento não somente é uma estratégia como também uma necessidade. Precisava depois voltar pra casa, arrumar tudo, almoçar e depois dirigir 2,5 horas até Angra dos Reis.

Até o momento que estive (12:00h) não vi algo que muito diferente dos outros eventos. Exceto pelo pessoal dos Fiats 147, onde um associado levou uma Oggi CSS. Soube também que vários Ford Mavericks deixaram de ir ao evento pois havia outro sendo realizado na mesma data.

Alguns objetivos foram cumpridos: tirar o carro da garagem, encontrar os colegas com quem só falo no whatsapp, ver as barracas de memorabilia e peças. Repetindo o que fiz ano passado, filmei mais que fotografei, rendendo 2 videoclipes pequenos mas bem interessantes. Percebi que é melhor filmar e resumir com clipes personalizados do que ficar narrando toda e qualquer coisa que aparecesse. As músicas agora, por experiência que venho obtendo, são sem direitos autorais e não sou penalizado no youtube.

Com a vida carregada de muito trabalho e quase zero de lazer, foi lucro.

 

 

 

 

 

Shopping hifi e hiend em Singapura [VIDEO]

Eu já havia postado minhas impressões sobre o Shopping Adelphi em Singapura no link https://v8andvintage.wordpress.com/2014/10/01/shopping-de-hi-fi-e-hi-end-em-singapura , mas não havia carregado o video que havia feito. Talvez por receio, lugar onde tudo é proibido dentro de uma democracia parlamentarista, o audio é baixo e câmera discreta.

O choque continua o mesmo. Continuo babando por aqui. A concentração de lojas com produtos incríveis é fora do comum. Os preço são equivalentes aos dos EUA, mas não tenho notícias de um shopping dedicado ao tema.

No Japão há prédios temáticos, com lojas de vinil em um andar, aparelhos em outros…mas nada tão grande como esse.

Mostrando a cara: dicas sobre som

Eu já havia postado este video que fiz no facebook e tive respostas positivas e 1 negativa. Fui taxado de “cagador de regra” onde, aqui, queria somente expôr a minha opinião e tentar guiar algumas pessoas no caminho da coleção numa trilha menos tortuosa.

Acredito que não vou agradar a todos, pois como já verbalizado, não vou insistir em uma coleção de equipamentos nacionais. Tem espaço para todos e todos os tipos de coleção.

E continuo achando que quem tem uma coluna de PM5000 ou PA1800x não tem coleção; tem acúmulo.

Meu cantinho do som

Eu tenho ficado mais confortável em mostrar alguns dos meus passos no dia-a-dia. Existem pessoas que querem obter “likes” para aumentar a popularidade, monetizar no youtube e, quem sabe, ganhar um programinha na TV.

Não tenho essa pretensão pois estou fora do contexto: barrigudo, com sotaque e ficando careca. Mas nem por isso fiquei recluso em meu canto. Só vou mudar de idéias quando perceber que as pessoas que estão assistindo não querem mais uma fonte de informação, mas um alvo para jogar seus dardos.

Mais uma vez fiz uma gravação aquém do que posso fazer. Poderia ter sido mais caprichoso, mais elaborado, ter vestido uma roupa melhor; mas não fiz. O tempo apertado e um objetivo traçado de inserir um post por semana me induziram a fazer algo mais corrido.

No entanto, é natural e sem disfarces. Prometo fazer melhor da próxima vez.