Os números de 2015

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2015 deste blog.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos em Sydney, Opera House tem lugar para 2.700 pessoas. Este blog foi visto por cerca de 17.000 vezes em 2015. Se fosse um show na Opera House, levaria cerca de 6 shows lotados para que muitas pessoas pudessem vê-lo.

Clique aqui para ver o relatório completo

3º Encontro Anual do Nictheroy Veículos Antigos – 02/08/2015

Desta vez pude participar com mais dedicação desse evento que era tão esperado por diversos antigomobilistas, entusiastas e clubes do Estado do Rio de Janeiro.

O tempo no inverno, como quase sempre no RJ, permite um evento ao ar livre para que todos possam desfrutar, sem ter de recorrer às sombras e ao carroceiro do picolé. Dia agradavelmente bonito, temperatura alta para um domingo invernal, tivemos excelente público e muitas barracas de peças.

Na minha modesta opinião, o lugar é bonito demais e não comporta mais tantos admiradores querendo ir a um mesmo lugar. Além disso, o bairro é caminho para as praias oceânicas de Niterói, aumentando o tráfego e piorando o congestionamento que ocorre lá frequentemente.

Eu, se pudesse escolher, faria os encontros no Caminho Niemayer, que é amplo, bonito e fácil acesso. As fotos dirão por si só.

3o Anual Nichteroy 20150042 3o Anual Nichteroy 20150043 3o Anual Nichteroy 20150044 3o Anual Nichteroy 20150045 3o Anual Nichteroy 20150046 3o Anual Nichteroy 20150047 3o Anual Nichteroy 20150048 3o Anual Nichteroy 20150049 3o Anual Nichteroy 20150050 3o Anual Nichteroy 20150051 3o Anual Nichteroy 20150052 3o Anual Nichteroy 20150053

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

3o Anual Nichteroy 20150004 3o Anual Nichteroy 20150005 3o Anual Nichteroy 20150006 3o Anual Nichteroy 20150007 3o Anual Nichteroy 20150008 3o Anual Nichteroy 20150009 3o Anual Nichteroy 20150010 3o Anual Nichteroy 20150011 3o Anual Nichteroy 20150012 3o Anual Nichteroy 20150013 3o Anual Nichteroy 20150014 3o Anual Nichteroy 20150015 3o Anual Nichteroy 20150016 3o Anual Nichteroy 20150017 3o Anual Nichteroy 20150018 3o Anual Nichteroy 20150019 3o Anual Nichteroy 20150020 3o Anual Nichteroy 20150021 3o Anual Nichteroy 20150022 3o Anual Nichteroy 20150023 3o Anual Nichteroy 20150024 3o Anual Nichteroy 20150025 3o Anual Nichteroy 20150026 3o Anual Nichteroy 20150027 3o Anual Nichteroy 20150028 3o Anual Nichteroy 20150029 3o Anual Nichteroy 20150030 3o Anual Nichteroy 20150031 3o Anual Nichteroy 20150032 3o Anual Nichteroy 20150033 3o Anual Nichteroy 20150034 3o Anual Nichteroy 20150035 3o Anual Nichteroy 20150036 3o Anual Nichteroy 20150037 3o Anual Nichteroy 20150038 3o Anual Nichteroy 20150039 3o Anual Nichteroy 20150040 3o Anual Nichteroy 20150041

A qualidade dos carros foi mediana. Com relação à diversidade, devido a ser um evento aberto a todos (com mínimo de 30 anos de fabricado), atraem aqueles carros mais populares: VW e Opalas.

Os números de 2014

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2014 deste blog.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos em Sydney, Opera House tem lugar para 2.700 pessoas. Este blog foi visto por cerca de 12.000 vezes em Se fosse um show na Opera House, levaria cerca de 4 shows lotados para que muitas pessoas pudessem vê-lo.

Clique aqui para ver o relatório completo

Companhia de Abastecimento do Estado da Guanabara

Faziam aproximadamente 20 anos que no ia lá. Minhas visitas se resumiam aos restaurantes do térreo da CADEG, de frente à Rua Capitão Felix – Benfica. Um bairro que se confunde com São Cristóvão, os quais já foram considerados nobres no início do século passado.

A Companhia de Abastecimento do Estado da Guanabara foi erguida em substituição ao mercado no Centro do Rio, parte demolido para a construção do Elevado da Perimetral. Hoje lá só resta uma das torres, onde fica o resturante Albamar.

Confesso que minha lembrança mais forte é a sombriedade do estacionamento. Hoje, populoso e bem frequentado, o estigma caiu (na minha cabeça, claro).

Cadeg0001 Cadeg0002 Cadeg0003 Cadeg0004 Cadeg0005 Cadeg0006 Cadeg0007 Cadeg0008 Cadeg0009 Cadeg0010

Se você quer saber mais sobre, visite http://www.cadeg.com.br

 

Por debaixo dos panos

Não, não estou aqui para falar da música do Ney Matogrosso. A letra é muito boa, atemporal, interpretada por uma pessoa que eu admiro.

O assunto é porquê cobrimos com pano, com capa, com véu as nossas coisas. Em casa cobrimos o sofá para não sujar com a gordura corporal; colocamos cobre-leito para ter um acabamento na nossa cama, trazendo um valor estético sem atribuir valor financeiro. Cobrimos o computador para não pegar poeira. Cobrimos a comida sobre o fogão para não pousar insetos.

Mas por que cobrimos o carro no estacionamento?

IMG-20140308-00186

Nem sempre os acabamentos estão no lugar.

IMG-20140308-00187

Se as condições ambientais trazem envelhecimento à sua pele, por qual motivo não traria ao seu carro?

“Sol e chuva, casamento de viúva.

Chuva e sol casamento de espanhol.”

Craquelado, pé-de-galinha…chame do que quiser. Mas a pintura está comprometida.

IMG-20140308-00200

A poeira também pode comprometer o cromado, o brilho. É abrasivo, trazendo micro arranhões ao seu bem mais precioso.

Rio de Janeiro-20140308-00201

Uma obra incompleta se não for cuidada pode ter consequências catastróficas. Se terminada, não cuidando pode acabar com todo o seu trabalho, dinheiro gasto e prazer em desfrutar. Conheci algumas pessoas que mantinham seu carro recém-reformado ao relento. Resultado: alguns ficaram desgostosos, outros precisaram refazer um serviço muito bem pago por sinal!

Rio de Janeiro-20140308-00202

Eu não posso culpar nem julgar quem assiste “BBB´s da vida”, pois todos nós temos um pouco de curiosidade sobre a vida alheia. Fazemos diversas perguntas sobre o dono do carro, sobre a história dele, o motivo de não ter voltado ao estacionamento e o que leva a deixar descoberto e deteriorando.

Se estivéssemos falando do salão ou feira, ou ainda, de um evento o qual o público não pode ver antes da hora a novidade, tudo bem. Mas num estacionamento com muro, telhado e capa, talvez o que queiramos seja o anonimato mesmo.

Quantas vezes nós já não vimos um carro esquecido em um estacionamento e insistimos com o porteiro para saber mais do carro? Ofertar, saber o número do telefone do dono, descobrir os débitos do Detran…

Rio de Janeiro-20140308-00203

Será que o dono do carro deseja mesmo o anonimato? Será que não está ali por opção? Ou sua falta? Abandono? Espólio? Será que alguém ainda se importa com ele?

Poucas são as pessoas que realmente se preocupam com os seus pares. Não permitem que sua vida descambe para o abandono parcial ou total. Poucos são os vizinhos que avisam que alguém os procurou insistentemente. Quase ninguém deixa sua família para cuidar de outrem.

Felizmente nós fazemos. E evitamos colocar panos para encobrir nossos defeitos, porque as virtudes brilham muito mais.