Por debaixo dos panos

Não, não estou aqui para falar da música do Ney Matogrosso. A letra é muito boa, atemporal, interpretada por uma pessoa que eu admiro.

O assunto é porquê cobrimos com pano, com capa, com véu as nossas coisas. Em casa cobrimos o sofá para não sujar com a gordura corporal; colocamos cobre-leito para ter um acabamento na nossa cama, trazendo um valor estético sem atribuir valor financeiro. Cobrimos o computador para não pegar poeira. Cobrimos a comida sobre o fogão para não pousar insetos.

Mas por que cobrimos o carro no estacionamento?

IMG-20140308-00186

Nem sempre os acabamentos estão no lugar.

IMG-20140308-00187

Se as condições ambientais trazem envelhecimento à sua pele, por qual motivo não traria ao seu carro?

“Sol e chuva, casamento de viúva.

Chuva e sol casamento de espanhol.”

Craquelado, pé-de-galinha…chame do que quiser. Mas a pintura está comprometida.

IMG-20140308-00200

A poeira também pode comprometer o cromado, o brilho. É abrasivo, trazendo micro arranhões ao seu bem mais precioso.

Rio de Janeiro-20140308-00201

Uma obra incompleta se não for cuidada pode ter consequências catastróficas. Se terminada, não cuidando pode acabar com todo o seu trabalho, dinheiro gasto e prazer em desfrutar. Conheci algumas pessoas que mantinham seu carro recém-reformado ao relento. Resultado: alguns ficaram desgostosos, outros precisaram refazer um serviço muito bem pago por sinal!

Rio de Janeiro-20140308-00202

Eu não posso culpar nem julgar quem assiste “BBB´s da vida”, pois todos nós temos um pouco de curiosidade sobre a vida alheia. Fazemos diversas perguntas sobre o dono do carro, sobre a história dele, o motivo de não ter voltado ao estacionamento e o que leva a deixar descoberto e deteriorando.

Se estivéssemos falando do salão ou feira, ou ainda, de um evento o qual o público não pode ver antes da hora a novidade, tudo bem. Mas num estacionamento com muro, telhado e capa, talvez o que queiramos seja o anonimato mesmo.

Quantas vezes nós já não vimos um carro esquecido em um estacionamento e insistimos com o porteiro para saber mais do carro? Ofertar, saber o número do telefone do dono, descobrir os débitos do Detran…

Rio de Janeiro-20140308-00203

Será que o dono do carro deseja mesmo o anonimato? Será que não está ali por opção? Ou sua falta? Abandono? Espólio? Será que alguém ainda se importa com ele?

Poucas são as pessoas que realmente se preocupam com os seus pares. Não permitem que sua vida descambe para o abandono parcial ou total. Poucos são os vizinhos que avisam que alguém os procurou insistentemente. Quase ninguém deixa sua família para cuidar de outrem.

Felizmente nós fazemos. E evitamos colocar panos para encobrir nossos defeitos, porque as virtudes brilham muito mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s