Montblanc Meisterstück 146 fountain pen (circa 1949)

Essa aquisição foi feita fazem aproximadamente 6 meses, tendo dificuldade de fotografar e tirar fotos devido ao tempo necessário para dedicar ao post. Como sentia que havia essa dívida com meus 12 leitores, tirei a foto com o blackberry mesmo, à noite e sem recurso técnico.

Montblanc Meisterstuck 001

Ela foi adquirida em um antiquário de Copacabana, um dos poucos que vendem canetas tinteiro e em bom estado de conservação. O valor foi cheio, sem descontos. O senhor que me atendeu, provavelmente o dono da loja aparentava 90 anos: se não tiver essa idade, considero que o tempo foi muito cruel com ele…

Lá haviam Parker, Conklin, Sheaffer, outras Pelikan e algumas Cross. Mas fiquei surpreso que lá havia uma caneta alemã, o qual não reconheci sua marca, ostentava um símbolo proibido desde o governo de Getúlio Vargas. Em visitas anteriores à compra, a senhora que me atendia me oferecia essa caneta a um preço razoavelmente baixo, muito provavelmente às recorrentes recusas de compra por eventuais clientes. Um desavisado poderia ser preso se uma autoridade com o mínimo de conhecimento (ou judeu) visse portando-a ou mostrando a alguém.

Montblanc Meisterstuck 002

Ela não era a única que havia lá, havendo outras 5 mais. Minha escolha se baseou no estado de conservação e na sua idade aparente.

Montblanc Meisterstuck 003

O celuloide apresenta o amarelamento típico da idade. Se é velho, eu quero. Não basta parecer velho…

Montblanc Meisterstuck 004

Sim, ele tem marcas de uso. Mas itens como esse imaculadamente apresentados não me motivam. Eu sempre penso quem usou, quanto usou, quando usou, quanto sofreu, porque foi parar ali…

Montblanc Meisterstuck 005

Se eu te disser que a Montblanc é minha marca favorita, estou enganando. Cada uma delas tem um atrativo diferente, em que muitas vezes a história é mais importante que o desenho ou a ergonomia. Na maioria das vezes o departamento de marketing é mais poderoso (se não competente) que o setor de projetos, induzindo a massa para uma aquisição sem atributos visíveis e palpáveis. Ou seja, qualidade percebida.

Montblanc Meisterstuck 006

Pena em excelente estado, escrita fina.

Montblanc Meisterstuck 007

Essas marcas é que me atraem!

Montblanc Meisterstuck 008

Quando foi testar as Pelikan M120 e M140, aproveitei para limpar os internos da Montblanc. O sistema de enchimento funcionou perfeitamente e sua pena não arranhava. Ela será a próxima a ser carregada e posta em funcionamento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s