Usando a Pelikan M140

O tema canetas não aparece aqui no blog faz um bom tempo. Isso não se deve ao fato de ter novidades; muito pelo contrário. O fato se deve de ter um momento mais tranquilo para tirar fotos e escrever sobre minhas experiências.

A M140 foi adquirida a aproximadamente 8 meses em um antiquário no RJ. Fiz uma compra casada com a M120 para que o desconto final fosse melhor. Dentre 4 Pelikan oferecidas, essas foram as que mais me agradaram.

Exato 1 mês atrás decidi utilizar (ou tentar sem revisar) as canetas que estavam no estojo aguardando por uma decisão minha. Busquei então as duas para fazer uma limpeza e tentar carrega-las com a tinta Waterman que tenho em casa.

Quando comecei a tentar limpara a M120, percebi que o sistema de pistão não estava funcionando, ou seja, sugando a água para limpeza. Não pensei 2 vezes e deixei-a de lado. Já na M140, o sistema respondia aos estímulos, sugando água limpa e descarregando com parte da tinta seca diluída do seu interior.

Cansativo; muito cansativo.

Gire no sentido horário e anti-horário um cap sem pega, escorregando por causa da água, por 20 minutos, e você perceberá que existem alguns músculos que não utiliza faz muito tempo.

Pelikan_M140_0005

Quando conciliei o cansaço com a água descarregada mais limpa, iniciei o carregamento com a tinta verde.

Até aí, nada demais. O problema foi o dia seguinte.

Pelikan_M140_0003

O sistema interno tem alta capacidade de carregar tinta, mas não está retendo como deve. Ou seja, está vazando quando em repouso.

Não posso reclamar do problema porque é uma caneta antiga e não foi revisada. Tentei utilizá-la por minha conta e risco, tendo que eventualmente limpar algumas manchas e sujeira nas mãos. Tem como grande ponto positivo ser leve associado ao seu tamanho diminuto. Você carrega no bolso da camisa e não sente o peso (se não manchar…).

Ela possui alguns desgastes naturais pela idade, como os 2 anéis da foto e um encolhimento na tampa (hard rubber).

Pelikan_M140_0004

A sua escrita não é macia como esperava, mais provavelmente por causa de sua pena desgastada e desregulada para um canhoto.

Nota: o canhoto empurra a pena contra o papel quando escreve. Assim, ela deve ter uma pequena inclinação na sua ponta para evitar aranhões.

Esses problemas serão corrigidos não imediatamente. Prefiro pegar a Esterbrook, a Pelikan M120 ou a Montblanc Meisterstuck para revisar e colocar em uso. Eu sei que essa funciona (precariamente) e não entrará na lista imediata de recuperação.

Vai adormecer no seu berço por um longo tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s