Brinquedo de gente grande, parte 1

Um belo dia, indo almoçar no Restaurante Chalé, passei defronte a uma capotaria chamada Forracar. Lá dentro estavam esperando a vez uma Mercedez conversível, uma Pick-up Ford F3 e um Dodge Dart.

Como não podia parar para conversar, prometi a mim mesmo que voltaria lá e colheria mais informações.

No dia 12 voltei à Forracar para buscar mais informações. Fui atendido pelo Sr. Márcio Caetano, dono da loja. O mesmo me explicou pouco sobre o carro, pois este tinha sido restaurado e estava lá fazendo (óbvio) a forração interna.

Quando me dei conta, percebi que ele também é 72 como o meu, mas de câmbio automático. O velocímetro marca 62000km, o que se real é magnífico.

A restauraçào está impecável, tanto lata como pintura. Pude ver os lugares onde frequentemente os profissionais falham ou deixam marcas, não sendo percebida nenhuma até então.

Mas o que me chamou a atenção foi o motor, caprichado até dizer amém! Peças importadas, começando pelo radiador e as ventoinhas elétricas, suporte de alternador, cilindro-mestre e outras perfumarias.

O maior astro é, na verdade, o que poucos conhecem: injeção eletrônica. Este carro está com um conjunto Edelbrock de primeira linha e impecavelmente instalado.

Esse é o sonho de consumo de todo dono de dodge nacional: aposentar o famigerado carburador DFV. A consequência de colocar um kit caro é o custo-benefício altamente favorável.

Então, o que achou?

Espere até conversar com o dono…

Anúncios

2 opiniões sobre “Brinquedo de gente grande, parte 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s